09/09/2014 Projeto Orchestra Brasil participa de feira na China
04/12/2017 Maior feira de móveis da América Latina

Imprensa / Notícias

01/12/2017

Projeto Orchestra Brasil promove rodadas de negócios com importadores peruanos

Encerrando seu calendário de ações em 2017, o Projeto Orchestra Brasil de incentivo às exportações, promovido pelo Sindicato das Indústrias do Mobiliário de Bento Gonçalves (Sindmóveis) e pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), promove nesta semana um Projeto Comprador Brasil/Peru. As rodadas de negócios entre empresas brasileiras fornecedoras da indústria moveleira e três empresários peruanos do setor moveleiro estão acontecendo na Serra Gaúcha com o intuito de alavancar os negócios entre os dois países.

País destaque na América Latina, com crescimento robusto e estável nos últimos anos, o Peru também possui uma das melhores projeções de crescimento da região para os próximos anos. De acordo com previsão do FMI, o crescimento do PIB no país será de 2,7% em 2017 e média de 3,9% por ano entre 2018 a 2022, taxas superiores à média da América Latina e do Caribe e quase o dobro da estimativa de crescimento brasileiro nesse período. O crescimento da construção e, em especial, o desenvolvimento da indústria moveleira peruana consolidam o país como um dos mercados prioritários para as empresas participantes do Projeto Orchestra Brasil.

Um dos importadores convidados, William Fry avalia positivamente a perspectiva de ampliar sua gama de fornecedores brasileiros a partir das rodadas de negócios, sobretudo nos segmentos de acessórios e máquinas. O gerente técnico da Pisopak, uma das maiores fabricantes peruanas de melamina e móveis, alinhavou um investimento robusto em maquinário para ampliar em 20% a produção de móveis do grupo nos próximos dois anos.

Fry conta que, atualmente, o segmento de móveis responde por 24% do faturamento da Pisopak e que existe uma forte intenção de aumentar essa participação a partir dos negócios fechados com fornecedores do Projeto Orchestra Brasil. Segundo ele, a unidade fabril de móveis da Pisopak foi recentemente ampliada e funciona com apenas 40% de sua capacidade produtiva.  “O setor moveleiro do Brasil tem uma potente integração vertical que o torna muito competitivo, inclusive dentro do meu país. Isso porque as fabricantes contam essa rede qualificada de fornecedores e que também pode atender as fabricantes peruanas, onde temos um polo grande, mas com desenvolvimento muito retardado em relação ao Brasil”, considera.

As demais empresas peruanas convidadas ao projeto eram duas distribuidoras de insumos moveleiros – uma delas também fabricante de cozinhas e closets para imobiliárias. O Projeto Setorial Orchestra Brasil promove a inserção das indústrias fornecedoras da cadeia moveleira no mercado internacional. O planejamento para o biênio 2017/2018 amplia as missões associadas a feiras e os investimentos em inteligência comercial a serviço das empresas participantes.

Para o ano que vem, o projeto terá como mercados-alvo África do Sul, Argentina, Colômbia, Chile, Estados Unidos, Índia, México e Peru.