28/09/2020 Designers brasileiros se reúnem para auxiliar consumidores norte-americanos a desenharem suas casas neste momento
07/10/2020 Movelsul Brasil anuncia data para edição em 2022

Imprensa / Notícias

04/10/2020

Polo moveleiro de Bento Gonçalves segue reagindo após perdas históricas

A apuração dos dados de faturamento no mês confirma que a indústria moveleira segue reagindo e em recuperação. No acumulado de janeiro a agosto de 2020, o polo moveleiro de Bento Gonçalves faturou R$ 1,31 bilhão – crescimento nominal de 2,6% em relação ao mesmo período de 2019. Já no RS como um todo, o faturamento foi de RS: R$ 4,67 bilhões, queda nominal de 2,7% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em relação aos empregos, a indústria moveleira de Bento Gonçalves tem saldo positivo de 92 postos de trabalho de janeiro a agosto, aumento de 1,60% em relação ao início do ano de 2020. No município, as indústrias de transformação em geral tiveram crescimento de 1,10%. Já a indústria moveleira gaúcha ainda tem saldo negativo de 262 empregos – queda de 0,78% em relação ao início de 2020.

Os meses de março e abril foram os piores da história para a indústria moveleira de Bento Gonçalves, mas os dados levantados pela Inteligência Comercial do Sindmóveis Bento Gonçalves mostram que a indústria moveleira local iniciou uma recuperação a partir do mês de maio. A reação é gradual e os resultados positivos foram registrados especialmente a partir de junho. “Ainda é cedo para comemorar uma reação mais consistente, pois, em termos reais, a indústria ainda tem queda na produção e faturamento”, pontua o economista do Sindmóveis, Eduardo Santarossa.

O setor ainda enfrenta dificuldades devido ao aumento muito significativo dos custos e atrasos no abastecimento de insumos – em alguns casos até mesmo a falta de algumas matérias-primas, como chapas. Cabe destacar ainda as muitas incertezas no ambiente econômico derivadas da pandemia e seus efeitos, que ainda serão sentidos no decorrer do último trimestre do ano.  

O polo moveleiro de Bento Gonçalves é o principal do país e inclui cerca de 300 empresas nos municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza.